"A Alma é um pássaro, está sempre a querer cantar, mas tudo a atordoa." Irene Lisboa (Solidão)

04
Set 18

Praia.jpg

Acreditem-me ou não, tanto faz, mas isto passou-se assim:

Estava eu ao pé da costureira e pedi-lhe uma agulha. Não, ela é que ma pediu a mim e eu levantei-me e fui buscar o meu agulheiro. Ofereci-lho, dizendo: olhe que está aí um cento de agulhas, que tal?

É uma riqueza, foi como ela me respondeu.

Salta logo dali o meu irmão: é mentira!

É mentira? — pergunto-lhe eu indignada.

É mentira e é mentira e é mentira!

Meu grande malcriado!

Não são agulhas, são soldados, diz-me ele.

Desatei a rir e desenrosquei o meu agulheiro. Eu a tirar as agulhas e o João a gritar: ena, tanto soldado! Não fiz caso do que ele dizia e volto-me para a mu­lher.

Conta-me uma história?

Ainda é menina de história? respondeu-me ela. E eu corei.

Então cante-me uma cantiga.

Uma cantiga?

Tornei a corar. A costureira troçava-me, já se sabe. Disfarcei então e pus-me a falar de fatos. Gostava de ter um muito lindo e muito comprido...

Para ir ao baile? diz-me ela.

Isso mesmo, para ir ao baile, respondo-lhe eu. Faz-me um assim?

Porque não hei de fazer? E riu-se. Eu ri-me também.

Passaram naquele momento dois rapazes a cavalo e eu fui vê-los à janela, Vai um, atira-me uma flor que trazia na boca. Apanhei-a no ar. Volto-me para a mulher, en­vergonhada. Ela riu-se outra vez.

Estou noiva, disse-lhe eu.

Parece-me que sim. E desatamos ambas à gargalhada.

Conhece-os? perguntei-lhe eu.

Muito bem. Um é Julião e o outro Jerónimo.

O meu noivo é o Jerónimo. Casaremos para o ano. A senhora quer fazer o meu enxoval?

Então não havia de querer? respondeu-me a costu­reira.

Um enxoval lindo, que eu tudo mereço!

Pois...

Mal sabia ela!

Isto foi num dia, num dia... de Abril ou de Maio. Havia já muitas rosas. Depois, quantas vezes tornou Jerónimo a passar, a pé e a cavalo?

O certo é que nos vamos casar. Dizem que ainda sou muito nova, mas se eu gosto tanto dele!

 

Irene Lisboa, 

Uma mão cheia de nada outra de coisa nenhuma

publicado por Jorge da Cunha às 11:54

Setembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
links
Visitantes
web counter free
Protecção