"A Alma é um pássaro, está sempre a querer cantar, mas tudo a atordoa." Irene Lisboa

19
Out 17

z5Morão.jpg

AS DÁLIAS

 

Este amargo cheiro das dálias!

A casa escura.

Manhã


E tanta luz lá fora.

Era duro, duro

o que eu queria escrever.

Mas como?

Entro nesta familiar casa,

tendo não sei que surpresa,

dou com as esguias,

diluídas sombras das dálias

pelas paredes...

E mais não escrevo.

 

Irene Lisboa

Seara Nova, 635 (1939)

publicado por Jorge da Cunha às 15:18

Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
26
27
28

29
30
31


arquivos
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
Visitantes
web counter free
Protecção